•   17/08/2010
     
    10
     
    alexa

     Nothingandall    

    http://nothingandall.blogspot.com
    CategoriaEntretenimento
    Votos: 2 | Seguidores: 0
    Parcerias: Sim |  e-mail: nothingandall@gmail.com
    Descrição: Amor, morte, poesia, política, actualidade, futebol, efemérides, solidão, paz, humor, musica...tudo e nada; Here we talk about life, love, death, On this day in History, poetry, politics, football (soccer), solitude, peace, humour, music ... nothing and all.
    Comentários(0) | Reportar | Twittar | Proprietário | Seguir
    •  Últimos Feeds:
       



    • Insónia - Fernando Semana

      Ó meretriz dos ventosEm teus sábios movimentosde elipse, arranca-me os pensamentosTraz-me um eclipse da memóriaE liberta-me da insónia ...

       24/07/14 - 21:41 |

    • Soneto IX [Nessa tua janela, solitário] - Guilherme de Almeida

      Nessa tua janela, solitário,entre as grades douradas da gaiola,teu amigo de exílio, teu canáriocanta, eu sei que esse canto te consola.e, lá na rua, o povo tumultuár...

       23/07/14 - 21:44 |

    • Musical suggestion of the day: A eterna Amália Rodrigues - Naufrágio

      Amália Rodrigues nasceu em Lisboa a 23 Jul 1920*, m. a 6 Out 1999 em Lisboa*Data que consta dos registos oficiais. Amália sempre defendeu que nascera em 1 de Julho de 1920. ...

       22/07/14 - 21:43 |

    • AÇÃO GIGANTESCA - Mário Gomes

      Beijei a boca da noite E engoli milhões de estrelas. Fiquei iluminado. Bebi toda a água do oceano. Devorei as florestas. A Humanidade ajoelhou-se aos meus pés, Pensando que era a ...

       22/07/14 - 20:52 |

    • CEMITÉRIO (poema infantil) - José Paulo Paes

      1 Aqui jaz um leãochamado Augusto. Deu um urro tão forte,mas um urro tão forte, que morreu de susto.2 Aqui jaz uma pulga chamada Cida Desgostosa da vida, tomou inseticida: era uma...

       21/07/14 - 20:39 |

    • Aniversário - Luiz Edmundo Alves

      cada momento vividoé um pedacinho quese perde.como sentir o tempo?cada momento vividoé um pedacinho quese ganha.como fixar o tempo?as articulaçõesr&ia cute;gidas do temporu...

       20/07/14 - 21:47 |

    • Flores do Verão - Gastão Cruz

      Estás no meio das árvores dos pássaros das sombras no regresso da praia as flores do verão também estampadas na solidão da saia outras crescendo naturais send...

       19/07/14 - 20:42 |

    • Hoje...assim como ontem...

      Nas minhas pesquisas sobre revistas de outrora deparou-se-me na branco e negro, nº. 1 semanário ilustrado editada em 5 abr. 1896 esta historieta de desvios de dinheiros... ao ponto de se s...

       19/07/14 - 07:17 |

    • MERINA - Cesário Verde

      Rosto comprido, airosa, angelical, macia, Por vezes, a alemã que eu sigo e que me agrada, Mais alva que o luar de inverno que me esfria, Nas ruas a que o gás dá noites de balada; ...

       18/07/14 - 20:36 |

    • Um Pôr do Sol - Conde de Monsaraz

      Quando entro no teu boudoir,Clarinha, meu doce amor,Parece-me antes entrarNo cálix de alguma flor;Que é tal o aroma e tão puraA frescura que aqui sinto E tão bem me sinto a...

       17/07/14 - 20:42 |

    • Paraíso Perdido - João José Cochofel

      Que vens aqui fazer, espírito velhode tudo o que foi perdidoe nunca mais achei?então...ainda eu olhava o mundocom meus olhos de manhãs azuis,e nos lábiosha ainda a ternura ...

       16/07/14 - 20:48 |

    • GAROTADA NO CÉU - Jorge Fernandes

      A tarde fechou o interruptorda lâmpada diurna...e a iluminação pública do espaçose acendeu de repente,salpicando de estrelas o firmamento...mas a lâmpada princi...

       16/07/14 - 20:45 |

    • Depois de Mim - Mário Dionísio

      Um dia (sei-o bem)os campos ficarão eternamente floridose a chaga que me inquietadeixará de sangrar em todos os s.os homens já não estarão curvados sobre as terras.e...

       15/07/14 - 20:45 |

    • Hão de chorar por ela os cinamomos - Alphonsus de Guimaraens

      Hão de chorar por ela os cinamomos,murchando as flores ao tombar do dia.dos laranjais hão de cair os pomos,lembrando-se daquela que os colhia.as estrelas dirão — ai! nada so...

       14/07/14 - 20:45 |

    • O Mar - Roberto Macedo

      Apenas fita em mim, o seu olharesse grande titã fero e despótico,meu corpinho frágil e neuróticotem toda a vida que ele vive, o mar.força, poder, e o dom de adivinha...

       13/07/14 - 21:17 |

    • Se o amor quiser voltar - Vinicius de Moraes (na voz de Maria Creusa)

      Se o amor quiser voltarque terei pra lhe contara tristeza das noites perdidasdo tempo vivido em silêncioqualquer olhar lhe vai dizerque o adeus me faz morrere eu morri tantas vezes na vidamas se...

       08/07/14 - 20:51 |

    • Ama-me - Maria Wine

      Ama-memas não te aproximes demasiadodeixa espaço para que o amorse ria da sua felicidadedeixa sempre que um fogo do meu cabelo louroseja livre.Feberfötter, 1947Trad. Amadeu Baptista...

       07/07/14 - 20:58 |

    • Regresso ao Lar - Guerra Junqueiro

      Ai, há quantos anos que eu parti chorandodeste meu saudoso, carinhoso lar!...foi há vinte?... há trinta?... nem eu sei já quando!...minha velha ama, que me estás fit...

       06/07/14 - 21:23 |

    • A NAU PERDIDA - Álvaro Feijó

      Pobre, lá vai! que rombo no costado!como a água a penetra aos borbotões!açoita -a, em fúria, o mar. adorna ao lado.anda à mercê das vagas, dos tuf&otild...

       04/07/14 - 20:41 |

    • Travessia das Lágrimas - Luís Murat

      Tudo tentei! mas tudo inutilmente!o fogo continuou a devorar!é que nas cinzas frias do presente,ha muito ainda que queimar!lá vai a folha a revoltões na enchente...onde irá...

       02/07/14 - 21:05 |