•   17/08/2010
     
    10
     
    alexa

     Nothingandall    

    http://nothingandall.blogspot.com
    CategoriaEntretenimento
    Votos: 2 | Seguidores: 0
    Parcerias: Sim |  e-mail: nothingandall@gmail.com
    Descrição: Amor, morte, poesia, política, actualidade, futebol, efemérides, solidão, paz, humor, musica...tudo e nada; Here we talk about life, love, death, On this day in History, poetry, politics, football (soccer), solitude, peace, humour, music ... nothing and all.
    Comentários(0) | Reportar | Twittar | Proprietário | Seguir
    •  Últimos Feeds:
       



    • Soneto 28 de William Shakespeare, versão de Carlos de Oliveira

      Como voltar feliz ao meu trabalhose a noite não me deu nenhum sossego?A noite, o dia, cartas dum baralhosempre trocadas neste jogo cego.Eles dois, inimigos de mãos dadas,me torturam, env...

       22/04/14 - 20:50 |

    • A Um Caçador - Augusto de Lima

      Olha esta plumagem linda,íris formoso e suave:não sentes remorso ainda?que mal te fez a pobre ave?o projétil cidaquebrando-lhe as asas, deuum jorro desta feridade sangue da cor do...

       21/04/14 - 20:51 |

    • Ao Luar - Augusto dos Anjos

      Quando, à noite, o infinito se levantaa luz do luar, pelos caminhos quedosminha tactil intensidade é tantaque eu sinto a alma do cosmos nos meus dedos!quebro a custódia dos sentid...

       21/04/14 - 17:42 |

    • Soneto - E. M. de Melo e Castro

      há uma linha subtil que tu partisteno medo desmedido mas contenteuma causa cruel que não se sentemas é a vida a terra que tu vistese logo o vento vário não resistee ...

       18/04/14 - 20:33 |

    • Beatrice - Antero de Quental

      Depois que dia a dia, aos poucos desmaiando,se foi a nuvem de ouro ideal que eu vira erguida;depois que vi descer, do céu da vidacada estrela e fiquei nas trevas laborando:depois que sobre o ...

       18/04/14 - 15:00 |

    • Era uma vez... - Adolfo Simões Müller (na passagem dos 25 anos sobre o seu desap

      Contando histórias - imagem daquiquando eu era pequenino,gostava de ouvir contarhistórias de princesinhasencantadas ao luar.ha então lá em casauma criada velhinha,a s&eacut...

       16/04/14 - 20:08 |

    • BAIRRO LIVRE - Jacques Prévert

      Meti o bivaque na gaiolae saí com um pássaro na cabeçaEntão não se faz continênciaperguntou o comandanteNãonão se faz continênciarespondeu ...

       10/04/14 - 21:17 |

    • Presagio - Domitilla de Carvalho

      Vai pelo ar um sopro de agonia No silencio da tarde que esmoreceE julgo ouvir soluços numa preceA abençoar a Extrema unção do diaCada nuvem que passa fugidiaAos meus olhos ...

       09/04/14 - 20:49 |

    • Tuas Antigas Falas, Onde Havia... - Júlio Brandão

      Tuas antigas falas, onde haa cadência de música magoada,tuas antigas falas, que eu ouviacomo um murmúrio de água namorada,nunca mais as ouvi! e nasce o diae o dia morre, min...

       08/04/14 - 21:45 |

    • Notícias do Bloqueio - Egito Gonçalves

      Aproveito a tua neutralidade,o teu rosto oval, a tua beleza clara,para enviar notícias do bloqueioaos que no continente esperam ansiosos.Tu lhes dirás do coração o que s...

       07/04/14 - 21:11 |

    • Encontro - Almada Negreiros

      A Carlos QueirozQue vens contar-mese não sei ouvir senão o silêncio?Estou parado no mundo.Só sei escutar de longeantigamente ou lá para o futuro.É bem certo qu...

       06/04/14 - 20:49 |

    • XLII OS PALHAÇOS - Guilherme de Azevedo

      Heróis da gargalhada, ó nobres saltimbancos,eu gosto de vocês,porque amo as expansões dos grandes risos francose os gestos de entremez,e prezo, sobretudo, as grandes ironias...

       06/04/14 - 09:13 |

    • Nos 150 anos do nascimento de Roque Gameiro

      Rua do Arco do Marquês do Alegrete (aguarela)Alfredo Roque Gameiro nasceu em Minde, município de Alcanena a 3 de abril de 1864, faleceu em Lisboa a 5 de agosto de 1935 ...

       03/04/14 - 21:16 |

    • Camões e a Pátria - Augusto Emilio Zaluar

      Peregrino, sê bem vindo!quem teus passos encaminha? a saudada, linda , saudades da patria minha!donde vens? - de longes terras. tua família? - morreu,e uma lágrima ao rome...

       02/04/14 - 21:30 |

    • No futebol todos os dias são "Dia das Mentiras" ?

      Um antigo árbitro disse certo dia que depois de ter visto um porco andar de bicicleta... já nada o surpreendia.Depois de assistirmos a notícias como estas:«Foi dado provimen...

       02/04/14 - 20:20 |

    • Cristo Hoje - Francisco Costa

      Todos os dias bate à minha portae aceita a esmola que lhe dou - que é nada!E lá se vai, rojando na calçadao passo vacilante, a sombra torta.É a miséria me...

       01/04/14 - 21:34 |

    • Autorretrato - Oleg Almeida

      Não quero ser políticonem empresário, nem executivo;ainda menos, líder da maioria vitoriosa.Não me atrai a perspectivade viver preso ao telefone,de dar entrevistas a...

       31/03/14 - 20:40 |

    • OBJECT TROUVÉ - Salette Tavares

      Em casa de meus pais hagrandes chávenas de loiça para fazer chichi.no museu de arte moderna em nova iorque háuma chávena de pêlo mas nã...

       30/03/14 - 20:47 |

    • Inverno - Foed Castro Chamma

      Juntos viajamos ao confim dos temposdesfrutando o sabor de teu hálito e o toquedelicado das mãos que me fogemquais aves parentes neste invernoque pede o teu calor análogo ao moste...

       30/03/14 - 20:46 |

    • Madrugada Camponesa - Thiago de Mello

      Madrugada camponesa,faz escuro ainda no chão,mas é preciso plantar.A noite já foi mais noitea manhã já vai chegar.Não vale mais a cançãofeita de...

       29/03/14 - 22:09 |